Bacalhau na brasa, vinho verde e rio Douro para morrer de amores! – Restaurante Vinhas D’Alho

Os meus olhos de turista ainda se mantém intactos nesses meses morando no Porto. E de todos os muitos cantinhos de que eu gosto aqui, o muro dos bacalhoeiros é o que mais me encanta. Mais longe do furdunço de turistas, num corredor pequenino à beira do douro, parece que ali o tempo demora a passar. É capaz de você ficar horas relaxando, com uma taça de vinho na mão, curtindo o momento sem se preocupar com o relógio. Faça isso pelo menos um dia na sua viagem e sinta a boa energia do Porto!

esplanada
Foto: facebook Vinhas D’Alho

Quando meus tios e amiga vieram pra cá nos fazer uma visita, fizeram questão de voltar no mesmo restaurante que tinham ido há alguns anos atrás. Claro que concordamos, afinal é fácil aceitar um convite desses. Então, fomos acompanhá-los num almoço divertido para matar a saudade e colocar as novidades em dia e o Vinhas D’Alho foi uma excelente escolha.

Super bem localizado, no muro dos bacalhoeiros, é um lugar pequeno, mas bastante acolhedor, possui uma decoração moderna e elegante e bom atendimento.

Nós decidimos sentar do lado de dentro, pois éramos 6 pessoas, não caberiam nas mesas da varanda. Mas para quem está em 2 ou até 4 pessoas, vale a pena escolher as mesinhas do lado de fora, tem-se uma vista linda.

restaurante-de-dentro-para-fora
Vista do vinhas D’Alho

O cardápio é diversificado e tem muitas boas opções pra escolher. O vinho verde Torre de Menagem estava sensacional e combinou perfeitamente com os pães, queijos e camarões salteados. As entradas já nos mostraram que podíamos esperar por um belo almoço.

vinho-verde
Vinho verde Torre de Menagem

Entre um papo e outro almoçamos um bacalhau na brasa de dar água da boca e vontade de repetir. Muito bem servido, acompanhado de batatas ao murro, couve portuguesa e um azeite temperado à parte que estava maravilhoso. Azeite aqui já é bom, temperado então, nem se fala!

O prato serve muito bem duas pessoas, mas nós dividimos para 3 e todos ficamos bem satisfeitos, afinal já tínhamos comido bastante antes.

A minha amiga, que não gosta de bacalhau, optou pelo tornedor de novilho, também feito na brasa com molho de queijo da serra por cima e acompanhado de batata gratin e salada. Tanto tempo sem comer carne, confesso que fiquei com uma pontinha de inveja quando chegou o prato. Tive que pedir alguns pedaços para experimentar! Ainda bem que ela come pouco! Rs

tornedor-de-novilho
O tornedor com o queijo da serra

A carne estava bastante macia, grelhada no ponto certo e o sabor do queijo da serra é de fazer comer em dobro! Provado e aprovado com muito gosto.

Com certeza, com tanta coisa boa que comemos, tínhamos que  terminar o almoço com as sobremesas. Um desfecho espetacular, que nos garantiu alegres sorrisos no rosto. Vai a sequência dos pedidos para deixá-los com mais vontade!

Queque de chocolate com gelado de nata, morangos laminados e telha de alfarroba

queque-de-chocolate

É claro, que esse foi o meu escolhido. Há dias que estava querendo um docinho com chocolate. Tão bom de devorar em segundos. Esse bolinho quente  com o sorvete gelado e as bolinhas crocantes que pareciam estalar na boca quando mordia, fizeram toda diferença no meu dia!

Torta de laranja com gelado de tangerina, leite creme de alfazema e crocante de laranja

torta-de-laranja

Quando chegou o prato, fiquei encantada. Achei esteticamente lindo, mas confesso que não sou muito fã de doces com laranja. Meus tios adoraram e é claro que eu dei umas colheradas para palpitar. A torta estava macia e delicadamente doce, o sorvete de tangerina divino e esse crocante por cima bom demais.

Quindim de coco com gelado de limão, ananás (abacaxi) grelhado e pesto de manjericão e maracujá

quindim

O quindim é o doce preferido do meu marido e, contrariando a expectativa dele, não é fácil encontrá-lo por aqui. Não haveria dúvidas de qual sobremesa ele escolheria ao ler o cardápio. Ficamos intrigados com essa mistura inusitada de sabores e podemos dizer que foi uma boa surpresa. Segundo ele, o quindim era muito bom e casou perfeitamente com o sorvete de limão, deixando um sabor suave, não muito doce. Eu sempre metendo a colher onde não sou chamada, provei um pedacinho. Achei uma combinação bem agradável com um sabor delicado, misturando o doce com o ácido. Só de ele palpitar aqui no blog, já deu vontade de voltar lá e comer mais um.

O único “porém” do Vinhas D’Alho é o valor dos pratos. Um tanto quanto salgado em comparação com outros, mas a qualidade e o visual compensam. Vez ou outra vale fazer uns gastos extras, não é mesmo?!  😉

Azeite e pão variado: €1,25 (por pessoa)
Azeitonas: €1,50
Queijinho de ovelha: €4,00
Vinho verde torre de Menagem: €12,00
Vinho maduro Castelo D'Alba: €14,00
Camarão salteado: €10,00
Bacalhau na brasa: €35 (para 2 pessoas)
Tornedor de novilho: €19,00
Torta de laranja: €6,50
Queque de chocolate: €6,50
Quindim de coco: €6,50
*preços em setembro de 2016

VINHAS D’ALHO

Muro dos bacalhoeiros, 139 – Porto

Segunda a domingo,  das 12h30 às 22h30

http://www.vinhasdalho.com/


Acompanhe o blog também nas rede sociais:
1486436411_facebook1486436390_instagram-round-flat

Follow my blog with Bloglovin

2 comentários Adicione o seu

  1. Anna Sarzeda disse:

    Meu Deus, seus postos me deixam com água na boca e morta de vontade de voltar aí pra provar tudinho! Bjos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Botanaconta disse:

      Que legal seu comentário Anna! Muito obrigada! É com muito carinho e vontade que escrevo os posts e fico muito feliz por estar gostando. Se vier, faça contato! Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s